domingo, 10 de maio de 2015

FELIZ DIA DAS MÃES: As Mães Mais Maneiras da Ficção.

Saudações pessoal. Como tá sendo o dia de vocês?
Tá rolando aquele almoção de dia das mães na mesa do quintal de casa? E aí, sua genitora já questionou o motivo de você não ter uma namoradinha? Já disse que tá na hora de você dar um netinho pra ela?

Porque, convenhamos, é isso que toda mãe normal faz. E não adianta mentir.

Diferente das mães que vou retratar nesse post.
Porque elas são de mentirinha. Digo, são maneiras demais pra serem reais.

E vamos então para AS MÃES MAIS MANEIRAS DA FICÇÃO, segundo o meu ponto de vista, óbvio.

Yippie Ki-yay Mother Brain
Ps: A Mother Brain não faz parte da lista. Só coloquei essa imagem dela aqui porque tem "mother" no nome.

-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Wanda Maximoff - Feiticeira Escarlate (X-Men, Vingadores)


Em outra oportunidade já pude falar um pouco sobre ela, e que nos quadrinhos ela teve uma relação com o sintozóide Visão.
E apesar da improbabilidade, sim, eles tiveram filhos.
Acontece que os mesmos não passavam da manifestação do subconsciente da garota, e bastou ela perceber que eles não eram reais para desencadear um dos maiores desastres que os mutantes tem conhecimento.

Então, certamente, se alguém se apegou tanto a algo imaginário, é mais que justo que ela figure nessa lista.


Daenerys Targaryen (Crônicas de Gelo e Fogo, Game of Thrones)


Vê essa criatura ao lado dessa garota deitada na pedra? Isso é um dragão.
...
Sim, isso mesmo. Um ENCOURAÇADO, ALADO e ESCAMOSO dragão que pode baforar fogo o suficiente para todos os churrascos de suas vidas!
E ele é um dos 3 filhos... todos DRAGÕES da Dany.

E por ser mãe de DRAGÕES, com certeza ela não poderia ficar de fora.


Gwen Harper (Pare! Senão Mamãe Atira)


Em tempo, se você não gosta das comédias protagonizadas pelos brucutus da ação dos anos 80 (salvo algumas excessões), você não tem carga cinéfila pra ser meu amigo (ou amiga), muito menos estar nesse blog.

Para essa estóica senhorinha, não importa se seu filho é um dos tiras mais durões do departamento, se ele sobreviveu ao Vietnã ou se conseguiu dar uma surra no Ivan Drago. Pra ela, o Stallone vai ser sempre seu bebezão até mesmo no meio de fogo cruzado contra traficantes de armas. E é por isso que todos amam ela.


Bulma (Dragon Ball, Dragon Ball Z)


Pensei seriamente em listar a Chichi, mas percebi que ela me irrita profundamente... E a Nº18 não tem muitos momentos de "mãezona" na série.
Então a representante do universo de Dragon Ball aqui acabou sendo a Bulma, que não teve o menor remorso em se relacionar com o responsável por uma das N mortes de um ex-ficante. E nada me tira da cabeça que ela tenha tomado a iniciativa. Veja bem, o Vegeta parece ser o maior "sem jeito" pra coisa...
Enfim, Bulma ganha o posto de mãe mais bacana em Dragon Ball Z justamente por não ser rígida com Trunks. E veja só como o rapaz cresceu bem!


Delia Ketchum (Pokémon)


Uma coisa que me chateia bastante são os "piadeiros de internet" que vivem falando que enquanto o Ash caminha pelas rotas e florestas da vida, a Delia pula a cerca pra fazer coisas com o Prof. Oak e o Mr. Mime.
Ela sempre mostrou ser uma pessoa de hábitos corretos e também sempre é muito dedicada em saber como vai as jornadas de seu filho, um jovem de 10 anos que resolveu sair de casa para participar de rinhas de animais capturados e trancafiados em pokéballs em troca de dinheiro e fama.
E sempre que ele retorna para a cidade de Pallet com uma horda de amigos novos, ela está sempre disposta a receber todos com muito carinho e dedicação.


Martha Kent (Superman)


Coloquei essa foto bonitinha de toda a família Kent, primeiramente, pra vocês verem que o Clark, apesar de ser um alien superpoderoso, ele já foi uma criança de família como todo mundo.
E mesmo depois de adulto, apesar de enfrentar as piores hecatombes que um herói pode enfrentar, ele continua representando aquilo que nós deveríamos ser.

E parte do caráter do escoteirão se deve a criação típica de "vó" que ele recebeu da Martha, sua mãe adotiva e terráquea.
Dada certa ocasião, em "Grandes Astros: Superman", Martha diz que Clark parece meio magro, no que ele responde "Mãe, eu sou o Superman" e ela devolve "E eu sou sua mãe."

Se uma simples senhora do campo conseguiu dar juízo pra uma criatura que poderia acabar com a Terra em um espirro, merece todo nosso respeito.


Sarah Connor (O Exterminador do Futuro)


Talvez ela não seja o maior exemplo de mãe pra um filho, mas, oh! Ela é mãe de John Connor, líder da rebelião contra as máquinas em um futuro onde a humanidade foi dizimada ou escravizada por robôs.

Se John Connor em sua juventude era um delinquente que pilotava moto sem licença enquanto ouvia You Could Be Mine, ele deve isso a essa senhora, que foi considerada louca e internada por gritar aos quatro ventos que um ciborgue do futuro tentou matá-la.

E por sobreviver a um T800 e um T1000, mostrou ter colhões (metafóricos) pra estar aqui.


Ling (Drunken Master II)


Pra quem costuma frequentar esse blog, já não deve ser novidade o quanto eu gosto de obras chinesas de artes marciais. E a presença da Ling aqui é algo meio que "especial".

Ling é a madrasta de Wong Fei Hung (Jackie Chan), um rapaz chinês bastante convencido de suas capacidades marciais.
E embora seu pai repudie quando o jovem entra em confusões, por vezes, Ling tá lá, sempre para apoiar Fei Hung e incentivá-lo e derrubar todo mundo na base do seu "drunken boxe".

Se ela perceber que seu filhão tá apanhando, ela até libera o álcool pra ele melhorar o desempenho.

E por incentivar o afilhado a encher a cara enquanto luta contra uma gangue (e obviamente, por também ser uma exímia lutadora), pra mim, ela é considerada a mãe mais legal das ficções.

Em tempo: Anita Mui, sentimos sua falta. :'(

_______________________________________________________________________________

Espero que todos gostem. Provavelmente muita mãe legal acabou ficando de fora.
Mas essas que foram listadas, pra mim, possuem um valor um tanto quanto especial.

Mas não se acanhem, digam aí quem vocês acham que merecia uma vaguinha... ou sei lá, elaborem suas listas pessoais.

E no próximo post, provavelmente mais uma listinha (caso não apareça algo mais relevante pra ser comentado). E a dica é





Até logo e...

VAMOS AO ENCONTRO DO MAIS FORTE!!!

Um comentário:

  1. Proximo post vai ser uma lista dos melhores grupos de pagode?!

    ResponderExcluir